Dicas

Quer se sentir melhor e ter mais qualidade de vida?
É só navegar pelas nossas dicas.

Voltar

Sim aos carboidratos!

Sexta-feira | 20.06.2014 | à 13:58


Os carboidratos são importantes fontes de energia para o organismo, principalmente para o nosso cérebro, isso porque a glicose, resultante do metabolismo dos carboidratos, é seu principal combustível. Assim, na falta desse nutriente, o corpo utiliza outras reservas como fontes de energia, como as proteínas, podendo ocasionar a perda da massa muscular.
A falta de carboidratos também prejudica a produção de serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar, provocando ainda a perda na capacidade de concentração e raciocínio, além do mau humor.
Dessa forma, a ingestão de carboidratos é essencial em uma dieta equilibrada, pois previne o uso da proteína muscular como fonte de energia, além de garantir disposição para enfrentar as atividades ao longo do dia, com mais concentração e bom humor. O consumo de carboidratos também é fundamental para praticantes de atividade física, pois além de fornecer energia para os treinos, contribui com a recuperação muscular.
De acordo com a Pirâmide Alimentar Adaptada para a População Brasileira, do Ministério da Saúde, é recomendado o consumo de 6 porções por dia de alimentos do grupo do “pão, arroz, cereais e massas” fracionadas ao longo do dia em 5 a 6 refeições diárias.
Os pães, além de serem uma opção para consumo em diferentes momentos do dia, podem ser combinados com recheios nutritivos. Além disso, as versões integrais fornecem uma quantidade maior de fibras alimentares, que prolongam a sensação de saciedade após as refeições e ajudam no bom funcionamento do intestino, colaborando para o controle do peso corporal. Experimente incluir carboidratos de forma equilibrada no seu dia e aproveite o melhor dos seus benefícios.

Referências
Philippi ST. Pirâmide dos alimentos. Fundamentos básicos da nutrição. Barueri: Manole; 2008.
Rossi L, Tirapegui J. Implicações do sistema serotoninérgico no exercício físico. Arq Bras Endocrinol Metab, 2004; 48(2):227-233.
World Health Organization (WHO)/Food Agriculture Organization (FAO). Diet, nutrition and the prevention of chronic diseases. Geneva: WHO, 2003. (Technical report series ; 916).


Sim aos carboidratos!

Os carboidratos são importantes fontes de energia para o organismo, principalmente para o nosso cérebro, isso porque a glicose, resultante do metabolismo dos carboidratos, é seu principal combustível. Assim, na falta desse nutriente, o corpo utiliza outras reservas como fontes de energia, como as proteínas, podendo ocasionar a perda da massa muscular.
A falta de carboidratos também prejudica a produção de serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar, provocando ainda a perda na capacidade de concentração e raciocínio, além do mau humor.
Dessa forma, a ingestão de carboidratos é essencial em uma dieta equilibrada, pois previne o uso da proteína muscular como fonte de energia, além de garantir disposição para enfrentar as atividades ao longo do dia, com mais concentração e bom humor. O consumo de carboidratos também é fundamental para praticantes de atividade física, pois além de fornecer energia para os treinos, contribui com a recuperação muscular.
De acordo com a Pirâmide Alimentar Adaptada para a População Brasileira, do Ministério da Saúde, é recomendado o consumo de 6 porções por dia de alimentos do grupo do “pão, arroz, cereais e massas” fracionadas ao longo do dia em 5 a 6 refeições diárias.
Os pães, além de serem uma opção para consumo em diferentes momentos do dia, podem ser combinados com recheios nutritivos. Além disso, as versões integrais fornecem uma quantidade maior de fibras alimentares, que prolongam a sensação de saciedade após as refeições e ajudam no bom funcionamento do intestino, colaborando para o controle do peso corporal. Experimente incluir carboidratos de forma equilibrada no seu dia e aproveite o melhor dos seus benefícios.

Referências
Philippi ST. Pirâmide dos alimentos. Fundamentos básicos da nutrição. Barueri: Manole; 2008.
Rossi L, Tirapegui J. Implicações do sistema serotoninérgico no exercício físico. Arq Bras Endocrinol Metab, 2004; 48(2):227-233.
World Health Organization (WHO)/Food Agriculture Organization (FAO). Diet, nutrition and the prevention of chronic diseases. Geneva: WHO, 2003. (Technical report series ; 916).


Sexta-feira | 20.06.2014 | à 13:58